(11) 3016-0060 / 0800-7771060

Categorias
Blog Eventos e Incentivos Viagens Corporativas

A retomada do turismo corporativo

Com a demanda reprimida ao longo dos meses de pandemia, a retomada do turismo corporativo começa a ganhar fôlego, amparada na volta dos eventos e rodadas de negócios.

Os impactos causados pela pandemia provocada pelo novo Coronavírus impactou de forma profunda praticamente todos os setores da economia e, um dos primeiros setores a sofrer as consequências foi o de viagens.

Para se ter uma ideia, entre os meses de março e novembro de 2020, o mercado de eventos e viagens corporativas registrou um prejuízo de R$ 49 bilhões, segundo dados da Associação Latino-Americana de Gestão de Eventos e Viagens Corporativas (Alagev). 

Apesar do cenário, já é possível vislumbrar a possibilidade de uma retomada do setor.

De acordo com o último relatório realizado pela Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas (Abracorp), em setembro, o setor registrou 96% de aumento no faturamento, se comparado ao mesmo período de 2020.

Este percentual representa o montante de R$ 453,4 milhões injetados na economia.

Em média, o turista brasileiro que viaja fazendo uso desta modalidade tem por hábito realizar de duas a três viagens nacionais de negócios anualmente, com duração média de dois a três dias. Já os gastos com a viagem giram em torno de R$ 1 mil e R$ 3 mil.

Embora ainda distante dos patamares pré-crise sanitária, os números animam o mercado e fortalecem a organização de roteiros e agendas para a consolidação do reaquecimento do setor em 2022 .

Pesquisa aponta que viagem a trabalho é essencial nos negócios

De acordo com a pesquisa Insights para o Turismo – Viagens Corporativas, da TRVL Lab Elo, lançada, em 2020, por uma das principais empresas brasileiras de tecnologia de pagamentos, 61,59% dos entrevistados pensam que viajar a trabalho é essencial para a realização de negócios.

Outro dado expressivo obtido por meio do levantamento aponta que 70% das pessoas que viajam a serviço aproveitam a oportunidade para conhecer lugares novos a partir desta oportunidade.

Neste período, foi registrado também um aumento do turismo de negócios atrelado ao turismo de lazer, ou bleisure. 

Cerca de 42,8% dos turistas corporativos revelaram querer conhecer um lugar novo durante uma viagem a trabalho.

Turismo corporativo precisa se adaptar a nova realidade

Apesar dos índices de contágio estarem controlados e as condições sanitárias estar dando sinais positivos devido ao fato de que mais de 144 milhões de brasileiros já foram totalmente imunizados, é cada vez mais nítida a necessidade de adaptação às novas formas de turismo corporativo.

Selo Turismo Responsável

O Ministério do Turismo disponibiliza, desde o ano passado, protocolos com boas práticas de higienização para organizadoras de eventos, centros ou locais de Convenções, feiras, exposições e similares, casas de espetáculos, entre outros.

A medida é um incentivo para que os consumidores se sintam seguros ao viajar e frequentar locais que cumpram protocolos específicos para a prevenção da Covid-19, posicionando o Brasil como um destino protegido e responsável.

Categorias
Blog

Entenda regras de reembolso de bilhetes aéreos, estendidas até outubro

Antes de tudo, o Governo Federal editou Medida Provisória estendendo as regras especiais para alteração de passagens aéreas; para voos compreendidos entre 19 de março de 2020 até 31 de outubro de 2021. Essas regras estão previstas na Lei nº 14.034, de 5 de agosto de 2020. Além disso, foram adotadas para mitigar os efeitos da pandemia da covid-19 na aviação civil.

Segundo a lei, o passageiro que decidir adiar a sua viagem programada até outubro de 2021 ficará isento de multas. Caso aceite deixar o valor pago pela passagem como crédito para utilização futura com a mesma empresa aérea.

Já o consumidor que resolver cancelar a passagem e optar pelo reembolso estará sujeito às multas contratuais da tarifa adquirida e será reembolsado em até 12 meses.

O crédito deve ser concedido pela empresa aérea no prazo de 7 dias a contar da solicitação em valor igual ou maior ao da passagem aérea. Com prazo para utilização de no mínimo 18 meses. Deverá também ser assegurada a sua livre utilização, inclusive para a aquisição de passagem aérea para terceiros.

Na hipótese do reembolso, o valor da tarifa de embarque sempre deve ser reembolsado integralmente, mesmo que a passagem seja do tipo não reembolsável.

Por fim, para saber mais sobre as regras aplicáveis à alteração e ao reembolso de passagens aéreas, em razão da situação provocada pelo coronavírus, acesse a página Alteração de passagem aérea e direitos do passageiro.

ALTERAÇÃO PELA EMPRESA AÉREA

Eventuais alterações feitas pela empresa aérea, em especial quanto ao horário do voo e o seu itinerário (como a mudança de um voo direto para um voo com conexão ou mudança de aeroporto), devem ser informadas ao passageiro no prazo de até 24 horas antes da data do voo original.

Se a alteração do voo for superior a 30 minutos em voos domésticos e a 1 hora em voos internacionais, a empresa aérea deverá oferecer as alternativas de reembolso integral ou de reacomodação em outro voo disponível da própria empresa.

Além disso, nos casos em que não houver disponibilidade de voo da própria empresa aérea, a reacomodação ocorrerá em voo de terceiros, se disponível.

CANAIS DE ATENDIMENTO

Para informar sobre as regras do transporte aéreo de uma forma fácil e ágil, basta conferir o conteúdo da página Passageiro Digital. O Passageiro Digital traz as principais informações sobre os direitos e deveres dos passageiros, organizadas pelos temas mais buscados.

Se o passageiro tiver algum problema com seu voo, primeiro é necessário que procure os canais de atendimento da empresa aérea.

Por fim, se, mesmo após procurar a empresa, o problema persistir, ele poderá registrar uma reclamação na plataforma Consumidor.gov.br. A Anac monitora as reclamações registradas e o atendimento prestado pelas empresas aéreas na plataforma, visando subsidiar a regulação e a fiscalização do setor.

Fonte: Panrotas e Anac

Entre em contato com a Ceo Travel caso deseja receber consultoria personalizada em sua viagem corporativa! (11) 94246-7573 (WhatsApp)

Siga nossas redes sociais e fique por dentro das promoções e novidades: Instagram/Facebook/Linkedin

Categorias
Blog

Sistema de Gestão de Viagens Corporativas: qual a importância e os benefícios

Primeiramente, o mercado de viagens e eventos corporativos movimenta bilhões todos os anos. Em 2019, foram R$ 75,9 bilhões, o que representou um crescimento de 4% em relação ao ano anterior.

Estes números, divulgados no início deste ano pela Associação Latino Americana de Gestores de Viagens e Eventos Corporativas (ALAGEV), comprovam o quanto este mercado é forte economicamente.

Em algumas empresas, por exemplo, o número de pessoas e a frequência das viagens corporativas é tão expressivo a ponto destas despesas ocuparem uma parte considerável dos gastos gerais da organização.

Além disso, buscar uma significativa diminuição destes custos, sem abrir mão dos benefícios estratégicos promovidos pelas viagens corporativas, é um dos maiores desafios para os gestores.

Entretanto, diferentemente do que muitos pensam, há formas de se adequar esta equação.

Saiba porque a gestão de viagens corporativas é benéfica e tão importante para a saúde financeira e bem-estar dos funcionários da empresa.

O que é uma viagem corporativa?

Basicamente, é aquela em que o colaborador viaja em nome da empresa para a qual trabalha e possui como meta atingir os objetivos da companhia.

Compreende este trabalho: visita a clientes, sedes, alinhamentos entre equipes remotas, participação de reuniões entre outros eventos de modo a tornar o colaborador um representante da organização.

Além disso, estas viagens também ainda resultam na conclusão de acordos comerciais e novas parcerias.

Qual é a importância da gestão de viagens corporativas?

De forma fácil e compreensível, a gestão de viagem corporativa refere-se a implantação de uma política interna com o objetivo de coordenar os processos e implementação de regras e normas durante as viagens a trabalho.

A ideia é que nessa política sejam definidos os deveres e direitos, tanto por parte das companhias, quanto dos funcionários.

Além disso, com uma política de viagens eficiente, as empresas conseguem executar este planejamento com base em normas internas e fazer a coordenação e o controle de custos, além de acompanhar o cronograma de viagens.

Por fim, uma boa gestão consegue minimizar os custos além de garantir a boa saúde financeira da companhia, bem como alinhar as necessidades dos funcionários e as expectativas da empresa em termos de resultados.

Quais os benefícios da gestão de viagens corporativas?

Padronização das políticas da empresa

Antes de tudo, um importante benefício é a possibilidade de, por meio de uma plataforma poder padronizar todas as políticas da empresa. Isto significa que o sistema pode ser customizado com base nas regras da corporação.

Desta forma, é possível limitar gastos, reembolsos, modelos de tickets, aprovações ou outros. Além disso, esta sistemática mantém todos os colaboradores alinhados e evita despesas inesperadas para a organização.

Visão clara de todo o processo

Com base nesta padronização e com o auxílio de um treinamento específico, os colaboradores passam a ter uma visão clara e objetiva a respeito das metodologias da empresa no que tange as viagens corporativas.

Vale destacar ainda que, um sistema de gestão de viagens corporativas deve resultar em ações mais assertivas, sejam elas para alinhamento com clientes, vendas, contratações de novas equipes ou outro motivo.

Capacidade de controlar custos e orçamentos

Um bom planejamento permite que a empresa tenha controle total sobre os custos gerados ao negócio com a realização das viagens corporativas. Não apenas no que diz respeito a quanto se irá gastar, mas como o capital será aplicado.

Aprovações de forma mais simples

Outro benefício é o processo de aprovação. Isto porque, ao invés de utilizar programas de tarefas, e-mails, telefones ou outras formas mais burocráticas, todas as autorizações são feitas de forma simples por meio da plataforma.

Por fim, com isso os colaboradores envolvidos no deslocamento têm acesso a esses processos, como os gestores, além do próprio funcionário.

Garantia de compliance

A princípio, definido como um conjunto de práticas de conformidade adotado na empresa, compliance visa assegurar o comportamento ético e o respeito aos procedimentos legais e fiscais da empresa.

Esta prática, entretanto, pode ser difícil quando os colaboradores não estão presentes.

Ou seja, uma gestão de viagens adequada também é uma forma de assegurar um maior controle sobre a integridade dos funcionários e da organização mesmo a distância.

Otimização da rotina

Sobretudo, comportamentos e compromissos que fogem ao propósito da viagem – o que inclui festas, compras e passeios – podem ser algo comum em muitas organizações.

Esta é uma prática que pode ser custosa, comprometendo assim a eficiência, bem como a produtividade dos funcionários.

Desta forma, uma boa gestão de viagens corporativa serve, ainda, para reduzir problemas e despesas extras dos colaboradores.

Para isso, basta criar um bom roteiro, que otimize a rotina durante a viagem contribuindo, assim, na redução de gastos que não sejam necessários.

Entre em contato com a Ceo Travel caso deseja receber consultoria personalizada em sua viagem corporativa! (11) 94246-7573 (WhatsApp)

Siga nossas redes sociais e fique por dentro das promoções e novidades: Instagram/Facebook/Linkedin

Categorias
Blog Sem categoria

O que é e qual a importância do duty of care?

Confira neste post as melhores maneiras de priorizar o duty of care.

Acidentes, possíveis catástrofes naturais, atrasos, cancelamentos e outras situações atípicas. São muitas as preocupações para quem viaja, principalmente para quem é o responsável pela viagem, neste caso, os travel managers.

Dentre as diversas atribuições dos gestores de viagens, está o duty of care um termo mundialmente usado que pode ser definido, basicamente, como o “dever de cuidar”.

Nesse sentido, é uma iniciativa de responsabilidade ética e legal que os empregadores devem tomar com o principal objetivo de preservar os funcionários de uma organização e prestar os devido auxílios quando necessários.

Organizações que falham em prestar atenção às responsabilidades do duty of care, posteriormente também falham em sua responsabilidade comercial, moral, jurídica e até mesmo social.

Por outro lado, vale também destacar que há o dever por parte do colaborador em seguir com as recomendações para viajar com segurança e evitar eventuais riscos.

Conheça algumas maneiras de priorizar essa política na prática e como isso fará diferença na gestão de viagens corporativas de uma empresa:

Antes da Viagem

Um detalhe que pode passar despercebido é que o gerenciamento de risco deve ser elaborado antes mesmo da viagem ser realizada.

Desta forma, os relatórios com informações sobre tudo que diz respeito a viagem devem estar atualizados para que o colaborador saiba quais as suas responsabilidades.

 

Relatório de situação

Para priorizar o duty of care em viagens corporativas um relatório deve ser elaborado pelo próprio departamento de gestão de viagens, mostrando dados específicos de quais serão os maiores riscos que os viajantes enfrentarão.

Estar atento aos possíveis imprevistos que podem acontecer antes da viagem é imprescindível.

Desta forma, o gestor terá como se programar para as resoluções dos problemas de forma mais ágil e em tempo hábil.

Entre as informações que devem contar neste documento estão o local, o que a empresa oferece (hotel, refeições, carro, etc.) e o que mais for interessante em um nível superficial.

Ou seja, é como se fosse um briefing do que o seu profissional viajante pode esperar ao chegar em seu destino final.

 

Relatórios informativos

Uma boa estratégia da empresa priorizar o duty of care é produzir, periodicamente e divulgar materiais que tragam informações como alertas globais, aumento de tarifas, acidentes internacionais, entre outros assuntos relevantes para seus colaboradores.

Essa é uma maneira de conectar o setor de viagens corporativas aos seus profissionais estabelecendo uma ligação mais próxima entre ambos. Uma forma simples de publicizar este conteúdo é por meio de newsletter.

Mantenha atualizadas as informações do colaboradores

Outro ponto importante, antes de tudo, é a atualização dos perfis de todos os colaboradores que viajam. Isso inclui número de telefone, endereço, contato de pessoas próximas e informações de plano de saúde.

Com informações atualizadas como número de telefone, endereço, contato de pessoas próximas e informações de plano de saúde de todos os colaboradores, é mais fácil determinar quais são as possíveis necessidades de cada viajante.

Com certeza, esta prática tornará o planejamento duty of care mais assertivo e seguro de tal forma que, caso ocorra alguma eventualidade será mais fácil prestar o atendimento de forma rápida e assertiva.


Durante a viagem corporativa

Se antes da viagem o gerenciamento deve ser feito, durante a viagem, a priorização pelo duty of care também é com toda a certeza fundamental.

Esclarecimento de dúvidas, cancelamento de voos, envolvimento em algum tipo acidente. Em viagens corporativas, é impossível prever os problemas que podem surgir, isto é, podendo sere algo simples ou emergencial.

Em resumo, duty of care segue extremamente necessário. Caso alguma situação como estas mencionadas ou outras aconteçam, saiba, antes de mais nada, como prestar o devido atendimento:

 

Disponibilize um canal direto para contato

A primeira maneira de priorizar o duty of care é estabelecer um contato direto com seu colaborador disponibilizando sobretudo, a ele um canal de atendimento que possa dar suporte 24 horas por dia, sete dias da semana.

Uma forma simples de se fazer isso, certamente é utilizando o WhatsApp ou algum outro aplicativo de mensagens.

Monitorar a viagem em tempo real por meio de aplicativo de tracking também é importante já que esta ferramenta torna possível verificar quais são as atividades do colaborador durante a viagem.

Plano Emergencial

Como já mencionado anteriormente, como situações inesperadas podem surgir durante uma viagem corporativa é importante ter um plano em caso de uma emergência.

Contar com um plano estratégico certamente ajuda a lidar com a situação de forma mais rápida e é o ideal.

Se possível, trabalhe com algo já esquematizado e dê ciência disso ao colaborador, assim ele vai ter uma ideia de como as emergências serão resolvidas caso seja necessária uma intervenção.


Fim da viagem

Para melhorar o duty of care, o ‘pós viagem’ inegavelmente também faz parte deste processo. Desta forma, é necessário buscar informações para ter uma cultura de sempre melhorá-lo.

Mas como isso é feito?

Por meio de um debriefing que em outras palavras, é um bate papo com o colaborador, ocasião em que ideias são compartilhadas, com prós, contras, além de um feedback sobre a viagem com um todo.

Ao fazer uso do debriefing é possível fornecer informações e possibilitar ao gestor (que em síntese pretende centralizar as viagens corporativas), quanto aos pontos que precisam ser melhorados.

Esta pratica, entretanto, precisa fazer parte de uma rotina para que possam ser levantados os principais pontos apresentados pelos colaboradores sobre cada viagem.

Com tempo e um volume maior de informações é possível portanto identificar quais são as deficiências do duty of care em viagens corporativas e saná-las.

Entre em contato com a Ceo Travel caso deseja receber consultoria personalizada em sua viagem corporativa! (11) 94246-7573 (WhatsApp)

Fonte: Trade turismo

Categorias
Blog

Agência de viagens corporativas: O que são e vantagens?

Entenda o que é uma agência de viagens corporativas, como funcionam e quais as vantagens para sua empresa ao contratar esse serviço.

Uma situação muito comum em uma empresa, seja ela de pequeno, médio ou grande porte é a necessidade de viagem de seus funcionários, não é mesmo?

Estas viagens podem ocorrer por diversos motivos: reunião com fornecedores, prospecção de clientes, congressos, feiras e eventos do segmento, ou simplesmente um incentivo aos seus colaboradores.

Apesar da pandemia, muitos encontros presenciais ainda são essenciais para impulsionar certos negócios, apesar de a revolução tecnológica estar presente nas corporações, possibilitando a realização de reuniões virtuais.

Como nem todas as empresas contam com um departamento responsável por planejar cada viagem, o que acontece é que, quando há essa necessidade, nem sempre esse planejamento é eficiente como deveria.

E, é exatamente neste contexto que surgem as agências de viagens corporativas.

Como funciona esse tipo de empresa?

Também chamadas de Travel Management Companies, as agência de viagens corporativas são empresas especializadas em gerir as políticas de viagens de seus clientes.

Seu papel é ir muito além da simples compra de passagens aéreas e reservas de hotéis, pois compete a elas auxiliarem o cliente a compreender todo o cenário da viagem, além de resolver detalhes relacionados a ela.

A agência, portanto, trabalha para proporcionar a melhor experiência nas viagens de seus clientes, de forma que eles obtenham sucesso em seus objetivos, além da redução de seus custos.

Outro atrativo desse segmento é que algumas agências já trabalham na implementação de ferramentas tecnológicas e soluções que facilitam ainda mais os processos internos das empresas.

Por meio destas ferramentas é possível, por exemplo, acompanhar cada etapa do processo de planejamento e execução das viagens corporativas.
Para que isso seja possível, o consultor da TMC precisará entender o trabalho da empresa cliente, bem como suas necessidades e seus processos gerenciais.

Dessa forma, serão traçadas todas as diretrizes para que cada viagem seja realizada com sucesso, atendendo aos anseios e expectativas dos clientes.

Responsabilidades dos gestores de viagens corporativas

  • Garantir o controle e acompanhamento de custos;
  • Auxiliar no desenvolvimento e definição das políticas de viagem;
  • Negociar reservas de hotel, transporte aéreo e terrestre do (s) funcionário (s);
  • Controlar o orçamento dos gastos das viagens;
  • Sugerir roteiros turísticos como parte recreativa da viagem;
  • Reservar passagens e hotéis por meio de plataformas self-booking;
  • Fornecer toda a assessoria de que o (s) funcionário (s) precisem durante a viagem;
  • Produzir relatórios e planilhas de gastos para os diretores e acionistas, com foco em redução de custo e melhoria contínua;

Quais as vantagens?

Eficiência à empresa

A experiência dos profissionais de uma agência de viagens corporativas permite a eles serem mais eficientes na resolução de questões burocráticas.

Isso possibilita à empresa economizar tempo, pois não é necessário que os colaboradores percam horas e dias pesquisando, passagens aéreas, salas de reunião para aluguel, hotel, transporte, sobretudo qualquer outro serviço relacionado a viagem.

Garantia de um acesso mais fácil e controle dos processos

Com o uso da tecnologia, é possível acompanhar todos os processos que envolvem uma viagem em tempo real durante a própria viagem.

Detalhes sobre despesas que estão sendo feitas com o cartão corporativo ajudam, por exemplo, a realizar ajustes e correções em caso de problemas principalmente.

Dessa forma, evita-se desperdícios e gastos desnecessários.

Economia à empresa contratante

Contar com uma agência sólida em seu mercado permite uma negociação especial junto aos hotéis, as companhias aéreas e as locadoras de veículos o que um cliente apenas com o seu volume em viagens não conseguiria.

Nesse sentido, há primordialmente redução de custos em todo o processo de gestão das viagens corporativas, garantindo maior economia ao contratante.

As tarifas negociadas a princípio é uma das vertentes de economia, gerenciar o processo como um todo, transformando as viagens e os controles de orçamento em um processo on-line, treinar os viajantes com as melhores práticas de segurança e de compras, gerenciar budget, entre várias oportunidades que uma agência especializada pode trazer ao seu departamento de compras e facilities.

Segurança e assistência ao viajante corporativo

Agências especializadas oferecem atendimento 24 horas aos clientes, independentemente do fuso horário do lugar em que o colaborador esteja.

Para tornar isso possível, equipes altamente capacitadas são escaladas para prestar todo o auxílio que for necessário e sanar sobretudo quaisquer dúvidas sobre os serviços, melhorando assim a experiência do cliente.

Também contando com ferramentas que possibilitam realizar todo o gerenciamento de riscos dos viajantes!

Desta forma, as pequenas e médias empresas contam com estrutura de excelência a um bom custo-benefício, conseguindo realizar a gestão adequada e a adoção de uma política de viagens para que se garanta a continuidade dos benefícios.

Com quem realizar as viagens corporativas?

A Ceo Travel é uma agência de viagens corporativas de confiança, presente no ramo de viagens corporativas há mais de 10 anos.

Uma empresa que possui expertise e vivência no segmento, disponibilizando propostas técnicas e comerciais para cada tipo de empresa, de acordo com seus objetivos, visando sempre excelência no atendimento e resultados reais em economia!

Entre em contato e saiba mais! (11) 3016-0060.

Categorias
Blog

A importância das viagens corporativas!

A realização de viagens corporativas faz parte da rotina das empresas. As viagens corporativas são de extrema importância, pois são esses deslocamentos que vão promover o contato e networking entre diferentes organizações, firmando parcerias e engajamento dos funcionários.

Também serve como incentivo para as equipes, contribuindo para o aumento da produtividade da empresa e principalmente para fechar ótimos negócios.

Fazer um network, este termo conhecido no mundo dos negócios, que em inglês significa rede de contatos, e quem pratica faz networking, ou seja, possui uma rede de contatos que pode lhe agregar valor, troca de informações e até uma ajuda durante algum processo de recolocação profissional.

A importância de ampliar contatos, viajar e conhecer novas culturas, novos produtos, faz as oportunidades de novos negócios surgirem e o crescimento profissional vem de brinde. 

Nas viagens corporativas ou viagens de negócios, encontramos um ambiente completamente novo, com pessoas totalmente desconhecidas, que inclusive é normal nos sentimos um tanto inseguros a princípio, mas faz com que grandes contratos sejam fechados.

Para uma viagem de sucesso indicamos criar uma planilha e nela colocar perguntas como: para qual lugar você vai, e de qual evento ou reunião participará? Quem vai estar presente ou mesmo quantas pessoas?

Essas informações são essenciais para que você se organize para incrementar sua rede de contatos.

Utilize o Linkedin a seu favor

Se possível tente pesquisar via LinkedIn quem serão os profissionais que vão participar dessa viagem e imagine qual relação pode ser estabelecida entre vocês.

Vocês têm algo em comum? Como uma formação ou experiência. Esse é um dos primeiros passos para se aproximar.

Descubra os possíveis contatos antes da chegada ao aeroporto. 

É bem comum, no caso das viagens corporativas, encontrar os participantes de uma reunião ou de um evento já no próprio aeroporto ou aeronave.

Se esse for o seu caso, aproveite para estabelecer um contato.

Entre uma conversa e outra você notará que a viagem será mais agradável e você poderá trocar várias informações importantes com outros profissionais.

A rotina e hospedagem no mesmo hotel ajudam muito!

Observe se alguém vai se hospedar no mesmo hotel, pois a rotina de eventos como congressos, seminários ou workshops é praticamente a mesma.

Todos acordam no mesmo horário, se organizam e vão tomar café da manhã, ou seja, no primeiro dia você pode não notar quem são as pessoas que estão ao seu redor, porém, a partir do segundo, alguns rostos serão lembrados com mais facilidade.

Aproxime-se, troque informações sobre o evento e a área de atuação de vocês, fale sobre a experiência que estão vivenciando.

Aproveite o máximo do evento

Amplie sua rede de contatos no próprio local do evento!

Inteirar-se sobre a empresa, cliente, assim como as pessoas que vão estar na reunião, ajuda bastante para iniciar uma conversa.

Além de deixar a pessoa e você mesmo, mais a vontade.

E é no local do evento ou em uma reunião que tudo vai se aprofundar. É possível encontrar diversos profissionais interessantes e até inusitados para ter em sua rede de contatos.

Aproveite momentos como perguntas, discussões ou uma pausa do coffee break para conversar com os demais participantes.

Sempre troque contatos com os demais

Não esqueça de trocar contatos, trocar cartão de visita ou pedir para adicionar no Linkedin.

Tenha um verdadeiro interesse ao colocar em prática o networking, você deve focar no benefício de ter novos contatos em sua rede.

Se estiver sozinho nessa viagem a trabalho, essa é a oportunidade de fazer novos colegas e saber qual é a realidade do trabalho deles em suas respectivas cidades e  empresas.

Existe uma diversidade enorme de profissionais que comparecem a eventos e reuniões fora de suas cidades, portanto, aproveite para conhecer mais sobre a área em que atua e ter contatos fora de sua região também.

Uma relação profissional surge com base na transmissão de credibilidade, portanto, invista seu precioso tempo em fazer seu marketing pessoal.

Adote uma postura aberta e amigável para que outros profissionais tenham vontade de falar com você.

Mantenha sua rede sempre atualizada, conversando com seus novos colegas sem parecer forçado demais.

Gostou das dicas que preparamos? Esperamos que elas tenham sido úteis para você e o que você ou sua empresa precisarem, basta procurar nossos especialistas: [email protected]

Siga nossas redes sociais e fique por dentro das promoções e novidades: Instagram/Facebook/Linkedin

Categorias
Blog

A importância do check-in online

Os cancelamentos e alterações de voos pelas companhias aéreas, estão ainda mais frequentes e supreendentemente na maioria das vezes, poucas horas antes do voo, por isso, é muito importante realizar o check-in online. 

Com a pandemia e os voos mais difíceis de serem realizados, mudanças nos voos já programados, momentos antes de acontecerem, se tornam frequentes.

Para evitar infortúnios, recomendamos que seja realizado, com no mínimo 24 horas de antecedência, o check-in via website ou aplicativo da respectiva companhia aérea.

Ao realizar o check-in antecipado o viajante é prontamente avisado pela companhia aérea, do mesmo modo que em caso de cancelamento ou alteração de voo.

Assim, o mesmo pode seguir sua viagem de forma muito mais tranquila sem se preocupar com coisas que deveriam ser apenas detalhes burocráticos da viagem, como o check-in.

Além disso, realizar o check-in 24 horas antes e de forma online, evita também aglomerações e filas nos aeroportos, que, se já eram desnecessárias e ruins antes, agora com a pandemia se tornaram também importantes de serem evitadas, como medidas de segurança.

Neste novo mundo, o check-in online nunca foi tão importante quanto agora!

Realize o check-in online para sua segurança e conforto!

Fale com nossa equipe, entre em contato para tirar qualquer dúvida:  [email protected]

Siga nossas redes sociais e fique por dentro das promoções e novidades: Instagram/Facebook/LinkedIn

Categorias
Blog

Disney: Aí vamos nós!

Segundo sites de notícias, como Yahoo News e a revista Veja, o governo americano começa agora a flexibilização da entrada de brasileiros no país, exigindo apenas seguro saúde. Por isso, é importante frisar que: Disney, aí vamos nós!

Ainda não há confirmação das empresas, mas todas elas (American, Delta, United, e as brasileiras Azul e Latam) já operam entre o Brasil e os Estados Unidos.

Fontes ouvidas pelo Portal PANROTAS dizem que a informação tem circulado extra-oficialmente. Todos aguardam agora o decreto oficial do presidente Donald Trump. 

Outros países também se beneficiarão da medida do governo americano de flexibilizar a entrada de turistas no país.

Destinos como Flórida e Nova York pressionam o governo a liberar a entrada de visitantes, especialmente do Brasil.

A Disney é um dos destinos mais cotado pelo mundo todo especialmente pelos brasileiros, pois é um sonho a se realizar pela primeira vez ou para retornar de ano em ano para alguns.

Orlando

Orlando é destino certo para o brasileiro, ao ponto de muitos terem lá uma segunda residência (imóveis em Orlando). 

Flórida

A Flórida perdeu 90% dos visitantes internacionais nos últimos meses e há uma demanda reprimida para viagens de brasileiro.

Seja a lazer, para ver parentes, para viagens a trabalho e para visitar uma segunda residência.

Por fim, a Casa Branca determinou o fim dos testes de Covid-19 para visitantes estrangeiros.

O que tem limitado o número de aeroportos que recebem voos do exterior.

Esta medida entraria em vigor hoje no dia 14 de setembro.

Vamos torcer para que tudo volte ao normal (aliás, temos agora o novo normal ao qual aos poucos nos adaptamos) mas que as viagens, passeios a lazer, sonhos a realizar continuem da melhor forma possível!

Siga nossas redes sociais e fique por dentro das promoções e novidades: insta/face/LinkedIn

Categorias
Blog

O Turismo cada vez mais preparado para retomada segura!

Passaram-se mais de cinco meses do início das limitações impostas pela pandemia, a retomada segura do turismo, apesar do tempo que passamos de muitas dores, incertezas e medos, acontece aos poucos, e nesse período, o turismo brasileiro manteve-se resiliente.

Enquanto que muitos viajantes a lazer e a negócios permaneceram em casa, conforme as recomendações das autoridades sanitárias, muitos outros precisaram nesse período viajar.

Especialmente à negócios, e o setor se preparou para recebê-los com toda segurança e entusiasmo (já característicos do segmento).

Diante dessa pandemia e de uma nova realidade que vivemos, equipes em todo o ramo de turismo foram treinadas para atuar de forma adequada aos protocolos, e é essencial contar com um agente de viagens.

Ceo Travel

A CEO Travel possui tecnologia e uma equipe incrível para fazer a interface humana, que é capaz de ouvir, sugerir e propor alternativas de acordo com o perfil do viajante, proporcionando uma retomada segura do turismo.

A nova realidade

Claro que a pandemia do coronavírus trouxe novas realidades à tona como home office, que sempre existiu.

Mas somente agora os países se deram conta que muitas áreas podem e devem ser adequadas, ainda mais no atual momento em que vivemos. 

O distanciamento social, eventos híbridos, o chamado “novo normal” é a própria retomada da vida das pessoas. E este último termo, tem sido o principal tópico no mercado de viagens e Turismo nas últimas semanas. 
A reabertura gradual de parques, aeroportos e hotéis, assim como a retomada de operações, como os voos comerciais estão sendo cada vez mais positivas.

E independente de se trabalhar home office, empresas ou escritórios, as viagens não podem parar, inclusive eventos híbridos e virtuais.

Portanto precisando de uma ajuda para se organizar, não temer a nova realidade, saber quais hotéis estão abertos e com protocolos adequados de segurança, conte com a CEO Travel.

Entre em contato com nossa equipe:  [email protected]

Siga nossas redes sociais e fique por dentro das promoções e novidades: insta/face/LinkedIn

Categorias
Blog Gestão de Viagens

Como obter os melhores resultados em reuniões de negócios.

Estabelecer metas, planejar o crescimento da empresa ou fechar contratos importantes, nada melhor que um reunião de negócios com muita dinâmica e produtividade. E para isso a CEO Travel que é especializada em viagens corporativas, vai lhe dar dicas de como otimiza seus resultados para melhorar as reuniões daqui pra frente e focar no que é realmente importante para a empresa:

1) O Tempo ideal para cada reunião de negócios:

Um ótima reunião pode durar apenas meia hora, sabia. Sim, o tempo muito prolongado para uma reunião nem sempre ajuda nos negócios. Primeiro que tempo é dinheiro (já dizia minha vó), e tendo objetividade no que vai ser falado ou tratado sobre o tema abordado, faz com que a reunião de negócios tenha agilidade e eficiência com seu objetivo.

As agendas de todos os participantes podem ser prejudicadas caso a mesma demore muito, gerando inclusive gastos extras para a empresa. Por isso, antes de agendar um compromisso, vale a pena debater rapidamente com os envolvidos o que consideram como tempo necessário para resolver as questões pendentes, sendo mais objetivo possível antes mesmo de marcar a reunião, restringindo até uma quantidade de convidados para a mesma, convidando apenas aqueles cuja presença é essencial para a tomada de decisão.

Essa técnica era bastante usada por Steve Jobs, ex-presidente e fundador da Apple. O empreendedor acreditava que um grupo menor tinha mais facilidade de se manter focado e motivado, depois, conforme a necessidade, os líderes de cada setor podem informar seus subordinados sobre as decisões da reunião, sem que o excesso de funcionários atrapalhe a produtividade.

2) Tenha definida a pauta da reunião:

Separe todos os temas que devem ser abordados, por ordem de prioridade, dessa forma vai se estabelecer uma dinâmica e manter o foco nos objetivos. Evite depender demais de slides, vídeos ou qualquer outro tipo de ferramenta tecnológica para conduzir uma reunião, pois é importante ter o domínio do assunto a ser abordado.

Esses recursos são ótimos, porém, se algum problema ocorrer, para não perder tempo é importante ter total conhecimento do assunto que vão debater e poder tocar a reunião normalmente.

Claro que quase ninguém consegue absorver e processar todas as informações de um slide muito menos em pouco tempo disponível em uma reunião de negócios, sem contar que os demais participantes podem ter dificuldade em assimilar o que está sendo dito, mas sabendo conduzir e tendo em mente todo o plano de ação e todo seu conhecimento do assunto, as coisas se desenvolvem da melhor forma. 

3) Use gatilhos mentais: 

Gatilhos mentais são maneiras de estimular decisões involuntárias e inconscientes do cérebro. Todo dia nós fazemos esse tipo de escolha, seja quando resolvemos o que comer, que roupa usar, o que vou comprar, percebendo isso, pesquisadores descobriram alguns critérios que facilitam um a tomada de decisão.

Imagine o que o conhecimento desses padrões pode fazer por suas técnicas de persuasão para fechar negócios! Para ficar mais claro e você começar a praticar, daremos alguns exemplos de gatilhos mentais que são eficiente nas reuniões de negócios, pois eles costumam instigar nos parceiros o desejo de fechar um contrato ou até mesmo de se envolver mais com a empresa:

  • NOVIDADE: tudo que é novo provoca curiosidade, atraindo o consumidor de forma instintiva;
  • EXCLUSIVIDADE: demonstra para o cliente qualidade ou atendimento exclusivo, o cliente se sente especial e VIP. Sente que ganha um direito exclusivo para vender um produto dentro de uma determinada área e/ou determinado período de tempo;
  • ESCASSO: demonstra que é raro e pode acabar, acaba despertando um maior desejo em um indivíduo ter aquele produto ou serviço;
  • URGÊNCIA: sempre que uma oferta é válida por um tempo X, o comprador sente um forte impulso de realizar a compra o quanto antes;

4) Técnicas de fechamento: 

No fim da reunião, o responsável deve elencar rapidamente todos os pontos discutidos e abrir para possíveis dúvidas restantes. Para melhorar o ambiente, também é válido agradecer a presença e a atenção de todos, reforçando uma atitude positiva.

Se um novo encontro já estiver agendado, esse é o momento de anunciá-lo novamente aos participantes. Se possível e se for o momento distribua “mimo” aos participantes da reunião de negócios, como brindes com o logo da empresa.

Claro que, hoje em dia muitos assuntos podem ser resolvidos via internet, e ainda mais na atual situação que estamos passando. Se for este o caso uma reunião virtual, envie o brinde para a empresa com o nome dos participantes. Mas se tiver uma oportunidade de realizar uma reunião de negócios presencial, esta com certeza será mais eficiente para tratar de assuntos importantes.

Fora que o contato humano é mais caloroso em tomadas de grandes decisões. A proximidade pode abrir espaço para discussões importantes, explorando a criatividade dos envolvidos e criando laços mais significativos. Portanto de preferência para reunião presencial mesmo que seja necessário fazer viagens por este motivo. A CEO Travel está aqui para lhe ajudar nisso com toda sua experiência em viagens corporativas.

5) Sucesso:

Para todo negócio, o sucesso vem da habilidade de comunicar o que se pretende vender e a capacidade de fazer com que seu negócio seja desejado pelo seu futuro cliente. A alma do sucesso é a comunicação. Passar para o cliente que seu serviço ou produto é essencial na vida dele ou de sua empresa. Também faz parte do sucesso ser transparente com seu cliente e acima de tudo acreditar em seu próprio negócio!

Quer mais dicas sobre gestão corporativa, viagens corporativas e reuniões de negócios, confira aqui no blog da CEO Travel. Entre em contato com nossa incrível equipe:  [email protected]

Siga nossas redes sociais e fique por dentro das promoções e novidades: insta/face/LinkedIn