Veja quais são os wifis menos seguros em aeroportos dos EUA

quarta-feira abril 10, 2019

Noticias

Veja quais são os wifis menos seguros em aeroportos dos EUA



Viagens Corporativas
CEO Travel – Veja quais são os wifis menos seguros em aeroportos dos EUA 10/04/2019

Qual é a comodidade mais apreciada nos aeroportos? Não, não são os lounges exclusivos ou os restaurantes finos. É o wi-fi gratuito.

Embora seja uma “mão na roda” para os viajantes corporativos, o uso dessas redes pode ser um risco à segurança deles e de suas empresas, considerando que a internet gratuita oferece grande chance de ataques cibernéticos e pode ser configurada incorretamente.

Para classificar os aeroportos dos Estados Unidos pelo seu nível de risco, a empresa Coronet compilou dados de viajantes de lazer e negócios de 45 dos aeroportos mais visitados no país.

Confira a seguir a lista dos que oferecem maior risco em suas redes de wi-fi:

  • Aeroporto Internacional de San Diego;
  • Aeroporto John Wayne de Orange County;
  • Aeroporto William P. Hobby;
  • Aeroporto Internacional do Sudoeste da Flórida;
  • Aeroporto Internacional de Newark;
  • Aeroporto Love Field de Dallas;
  • Aeroporto Internacional de Phoenix Sky Harbor;
  • Aeroporto Internacional de Charlotte Douglas;
  • Aeroporto Metropolitano Wayne County de Detroit;
  • Aeroporto internacional de Boston.

A seguir, estão listados os aeroportos mais seguros (no uso do wi-fi) dos EUA:

  • Aeroporto Internacional Chicago-Midway;
  • Aeroporto Internacional Raleigh Durham;
  • Aeroporto Internacional de Nashville;
  • Aeroporto Internacional Washington Dulles;
  • Aeroporto Internacional de San Antonio;
  • Aeroporto Internacional Louis Armstrong de New Orleans;
  • Aeroporto Internacional de Kansas City;
  • Aeroporto Internacional Lambert St. Louis;
  • Aeroporto Internacional de Miami;
  • Aeroporto Internacional de Tampa.

 

  • O que os viajantes podem fazer para se manterem seguros enquanto acessam qualquer wi-fi público?

O principal método para proteger os dispositivos móveis durante uma viagem é utilizar um software de rede privada virtual (VPN), que criptografa a navegação na web. Os navegadores de internet protegidos adicionarão mais segurança a seus dispositivos móveis, além de restringirem todo o acesso à rede quando necessário.

Se você tiver GPS, Bluetooth, compartilhamento de arquivos ou outras conexões automáticas, desligue-as quando estiver usando um wi-fi público. Outra opção segura é comprar um telefone de viagem para os funcionários e pedir a eles que não armazenem informações confidenciais no aparelho.

Com todas essas dicas de segurança, os viajantes devem sempre seguir a política e os procedimentos da empresa. “Usar o wi-fi público traz riscos e é importante que a equipe de TI das empresas compartilhe com os funcionários como eles podem melhorar sua segurança”, afirma o diretor de tecnologia da Acendas Travel, Rodney Pattison.

  • Como as empresas podem proteger os viajantes de um ataque cibernético?

Os profissionais de segurança afirmam que a maneira mais simples é não se conectar a nenhuma rede de wi-fi pública, o que é impossível em muitos dos casos.

Os especialistas em segurança cibernética recomendam que os sistemas dos dispositivos sejam atualizados e que eles contenham um software para se protegerem de redes mal-intencionadas. Uma vez baixado, não conecte se o software perceber que a rede é arriscada.

  • Que medidas os viajantes devem seguir depois de ingressar em uma rede potencialmente insegura?

Os profissionais de segurança cibernética da empresa Coronet recomendam verificar se o seu dispositivo tem malware e excluí-lo. Em seguida, alterar todas as senhas e verificar se elas são mais complexas. Por fim, se você suspeitar que os dados da sua empresa são suscetíveis, utilize o software para monitorar ações irregulares no servidor da empresa.

Fonte: Panrotas

Mais Informações – CEO TRAVEL (Viagens Corporativas)

Para mais informações entre em contato com nossos especialistas:
E-mail: [email protected]

Instagram | Facebook | Linkedin

Botão para entrar em contato pelo WhatsApp