Saiba como incentivar os viajantes a cumprirem a política de viagem

terça-feira janeiro 2, 2018

Noticias

Saiba como incentivar os viajantes a cumprirem a política de viagem



Como a pesquisa aponta, a maioria dos viajantes quer fazer o que é certo, e eles podem não ter ideia do que é isso. Pior: podem não perceber que o certo da política de viagens é também certo para eles.

É preciso educar este tipo de viajante. Mostre ao funcionário sensível ao custo que pensa que pode encontrar um melhor negócio on-line como os contratos de fornecedores preferidos funcionam e que você realmente atingiu a melhor pechincha. Mas apenas porque reservou com um determinado hotel ou companhia aérea.

Mostre aos viajantes com medo de perder seus pontos de fidelidade em hotéis e milhas aéreas que eles não precisam se preocupar. Há ferramentas que vinculam o número de fidelidade do viajante à reserva no GDS, e os pontos irão para a conta dele automaticamente.

1- Utilize a chamada culpa visual

De acordo com a pesquisa, 80% dos gestores de viagens usam uma técnica conhecida como culpa visual para estimular o cumprimento da política. As mensagens de culpa visual, enviadas por meio da ferramenta de reserva on-line (OBT), levam o viajante a reconsiderar a opção de viagem que está prestes a comprar se houver uma alternativa mais compatível com a política.

Mas como os travel managers podem aproveitar a culpa visual se um viajante não estiver usando o OBT? Nesse caso é recomendado o uso de uma ferramenta de inteligência de negócios que mostre o quanto os funcionários que mais cumprem a política estão economizando versus aqueles que não estão.

Uma vez reunidos os números, compartilhe as descobertas em um e-mail de grupo, com ou sem citar nomes. Você ficará surpreso com o quanto isso se aplica aos viajantes que querem aprovação social. Um dos nossos desejos inatos é querer pertencer a um grupo. E a maioria das pessoas quer ser vista fazendo a coisa certa pelos seus colegas e chefes.

Então, como mais de três quartos dos gestores de viagens pesquisados já estão adotando esse processo, considere usar a cultura da empresa e a pressão dos colegas para influenciar a consciência de seus viajantes.

Devido ao fenômeno conhecido como influência social, tendemos a mudar nossas percepções e nossos comportamentos de maneira consistente com o grupo, muitas vezes sem que nós possamos percebê-lo. Para aplicar pressão, considere como moldar o comportamento de seus viajantes como um todo.

Isso pode ser feito ao enviar e-mails para todos os seus viajantes comemorando e dando recompensas àqueles que consistentemente fazem reservas compatíveis. Ou considere ter uma página social no site da intranet da sua empresa em que os viajantes podem sentir-se unidos e compartilhar suas experiências. E o ambiente no qual você pode empurrar de forma sutil alguns lembretes de políticas.

2- Para o viajante preocupado com o que está acontecendo no mundo

Para fazer com que essas pessoas cumpram a política, basta lembrá-las sobre como as reservas afetam suas obrigações de dever e o tempo de resposta. Evidencie que se elas não estão fazendo sua reserva inteira pelo OBT – incluindo o hotel , sua equipe de gerenciamento de risco enfrentará dificuldades ao tentar localizá-las durante uma situação de crise.

Além disso, deixe claro que ter todos esses detalhes da viagem em um só lugar pode significar assistência mais rápida de sua equipe. Especialmente se é durante um desastre natural como o furacão Maria, durante o qual todos os sistemas de comunicação são eliminados e o suporte no solo de um provedor de risco de viagem é necessário para recuperá-los.

3- Para o viajante que só se preocupa consigo mesmo

Para aqueles focados em seus próprios umbigos e benefícios, nenhuma das táticas acima funcionará. Você tem duas opções: aceitar que algumas pessoas nunca mudarão e perceber que, se você tiver 90% dos funcionários que são compatíveis com a política, já é um trabalho bem feito. Ou você pode optar por tornar obrigatória a conformidade.

Por fim, nesse último caso, use uma ferramenta de aprovação que permita que você veja detalhes e custos do itinerário antes de dar sinal verde à viagem. Além disso, você também pode empregar a função de bate-papo e enviar notificações para lembrar esses viajantes sobre as regras da política. Então, depois de aprovar a viagem, utilize uma ferramenta que permita ver se eles realmente aderiram às regras da política.

Fonte: PANROTAS

Entre em contato com a Ceo Travel caso deseja receber consultoria personalizada em sua viagem corporativa! (11) 94246-7573 (WhatsApp)

Siga nossas redes sociais e fique por dentro das promoções e novidades: Instagram/Facebook/Linkedin

Botão para entrar em contato pelo WhatsApp