OMT lança diretrizes globais para a reabertura do turismo

terça-feira junho 2, 2020

Blog

OMT lança diretrizes globais para a reabertura do turismo



Primeiramente, uma boa notícia, foi cogitado que corredores aéreos entre países com baixo risco de contágio já indicam a retomada do turismo mundial. Além disso, esses corredores são “os primeiros passos para estabelecer as primeiras comunicações, (…) eles crescerão”; disse o secretário-geral dessa agência da ONU, Zurab Pololikashvili, em uma videoconferência com correspondentes estrangeiros. 

Na Espanha, o arquipélago das Baleares pediu o uso desses corredores, para permitir que turistas alemães, que vão em grande quantidade passar férias no local, retornem o mais rápido possível. Por outro lado, a OMT cuidou em criar um guia para uma melhor coordenação na reabertura de fronteiras fechadas por causa do novo coronavírus, principalmente na Europa.

Segunda ótima notícia, o Ministério do Turismo debateu uma incrível iniciativa na 5ª Reunião do Comitê Global de Crise da Organização Mundial do Turismo, realizada por videoconferência.

A Organização Mundial do Turismo (OMT) divulgou, um conjunto de diretrizes para ajudar o setor a retomar suas atividades de maneira segura e sustentável. Além disso, guia foi produzido em consulta com o Comitê Global de Crise do Turismo e tem como objetivo apoiar os governos e o setor privado a se recuperarem da crise. Por fim, restaurar a confiança dos viajantes por meio de protocolos de segurança. 

Neste encontro do Comitê Global de Crise da OMT, resultou na aprovação de diretrizes globais para o relançamento do turismo.

No documento constata a redução de 60% a 80% no número de turistas internacionais em 2020 em decorrência da pandemia de COVID-19. Com isso foram criadas orientações e diretrizes destacam a importância de restaurar a confiança dos viajantes por meio de protocolos de segurança e proteção projetados para reduzir riscos em cada etapa da cadeia de valor do turismo, como: viagem aérea segura; hospitalidade segura; gerenciamento de fronteiras seguro e contínuo (viagens aéreas, marítimas e terrestres); operadores turísticos e agências de viagens; reuniões e eventos; atrações e parques temáticos; planejamento e gerenciamento de destinos.

Tais protocolos incluem medidas como aferição de temperatura, uso de máscaras, distanciamento físico, limpeza periódica de ambientes e superfícies, além de fornecimento de kits de higiene para viagens mais seguras.

As instruções da OMT também destacam a oportunidade de criar novas experiências de turismo, promovendo o turismo doméstico por meio de produtos segmentados e mais individualizados; focados no ecoturismo, cultura, esporte, turismo rural e rotas locais.

O guia foi elaborado pela Organização Mundial do Turismo (OMT) em colaboração com os países membros do Comitê de Global Crise no Turismo da OMT, inclusive o Brasil; Organização Mundial da Saúde (OMS); Organização Internacional da Aviação Civil (OACI); a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA); o Conselho de Aeroportos Internacional (ACI); a Organização Marítima Internacional (IMO); e o setor privado – Membros Afiliados da OMT; a Associação Internacional de Linhas de Cruzeiros (CLIA); e o Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC).

Além disso, a OMT reforça que o documento poderá ser revisado sempre que surgirem novas orientações de saúde. Para o secretário-geral da organização, Zurab Pololikashvili, as novas diretrizes fornecem aos governos e às empresas um conjunto abrangente de medidas destinadas a ajudá-los a abrir o turismo novamente de maneira segura, integrada e responsável.

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, parabeniza a iniciativa da OMT e ressalta a importância de se unir esforços para criar soluções eficazes de recuperação do setor. “Este documento norteador é muito importante. Percebemos que as ações do MTur para a retomada estão alinhadas com a visão das Nações Unidas. Por fim, isso só nos dá mais forças para continuar com o nosso Plano de Retomada do Turismo”, destacou o ministro.

RETOMADA 

O Ministério do Turismo vem desenvolvendo, desde o início da pandemia, ações para minimizar o impacto no setor. Além disso, um plano para recuperar o turismo de forma segura. Neste sentido, o órgão criou a campanha “Não cancele, remarque!”, que busca proporcionar a manutenção de pacotes e serviços contratados e garantir a preservação de empregos. Além disso, a pasta também lançou o selo “Turista Protegido”, primeira etapa de um programa que criará protocolos de segurança sanitária e de boas práticas para cada um dos segmentos do setor.

O selo integra o Plano de Retomada do Turismo Brasileiro, coordenado pelo MTur. Que busca minimizar efeitos da Covid-19 e preparar o setor para um retorno gradual. Além disso, o órgão já trabalha uma série de ações para o pós-pandemia, articuladas em conjunto com os setores público e privado.

Por fim, além de preparar uma campanha de estímulo a viagens domésticas, o órgão pretende estruturar o turismo rodoviário. A partir da integração com outros modais de transporte, facilitando a realização de roteiros integrados por viajantes.

Para maiores informações, leia mais em Ministério do Turismo 

Gostou das dicas que preparamos? Esperamos que elas tenham sido úteis para você e o que você ou sua empresa precisarem, basta procurar nossos especialistas: [email protected]

Siga nossas redes sociais e fique por dentro das promoções e novidades: Instagram/Facebook/Linkedin

Botão para entrar em contato pelo WhatsApp